SALA DE TV por Jeff Benício


Terça-feira , 31 de Março


GALÃS E VETERANOS EM PAPÉIS DE GAYS

 

.Para interpretar um personagem gay, seja na TV, no teatro ou no cinema, é preciso ser muito macho!

 

.Rodrigo Santoro já se despiu de qualquer pudor ao viver o travesti Lady Di no filme Carandiru. O galã, que é objeto de desejo de milhões de mulheres, não só se vestiu com roupas femininas, como usou maquiagem, fez cena de casamento e até deu beijo na boca do par romântico, o ator Gero Camilo. A partir deste trabalho complexo e de muita coragem, Santoro ganhou, definitivamente, o respeito da crítica e uma maior admiração do público.

 

.Em breve Rodrigo Santoro surgirá em outro papel gay: ele será o namorado do comediante Jim Carrey no filme "I Love You Phillip Morris". O ator prova não ter medo de se expor em personagens ousados.

 

.Quem também vai encarar esse desafio é Murilo Rosa. O ator casado com a modelo Fernanda Tavares entrará na pele de um homossexual no filme "Como Esquecer", que começará a ser rodado em breve.

 

.Bruno Gagliasso passou em cima da imagem de galã para viver o estudante Junior, na novela "América". O rapaz vivia o conflito da descoberta de ser homossexual. Após muitas crises e tentativas frustradas de sentir desejo por mulher, Junior se entregou à paixão pelo peão Zeca. Na época, a opção da emissora de censurar um beijo na boca entre os dois provocou inúmeros protestos.

 

.Marcello Antony também encarou um papel gay sem problemas. Na comédia "Sexo, Amor e Traição", ele interpretou um gay afetadíssimo, que dava conselhos amorosos para as amigas.

 

.O americano Sean Penn conseguiu superar sua imagem de machão rústico e apresentar uma delicada interpretação de um político assumidamente gay no drama "Milk". A atuação rendeu o Oscar deste ano ao ator.

 

.Outro astro premiado por um papel gay foi Tom Hanks. Em 1993, ele ganhou a estatueta dourada pela interpretação de um advogado homossexual contaminado pelo HIV no filme "Filadélfia".

 

.O filme independente "O Segredo de Brokeback Mountain" rendeu indicação ao Oscar para os dois protagonistas: Jake Gyllenhall e Heath Legder. Eles viveram dois cowboys casados e acima de qualquer suspeita que se tornaram amantes secretos.

 

.O ator Thiago Mendonça ficou nacionalmente famoso com o cozinheiro Bernardinho, um homossexual em crise que roubou a cena em "Duas Caras".

 

.Já em "Beleza Pura", Rodrigo Lopez deu show de talento e carisma com o gay valente Betão.

 

.Na novela "Paraíso Tropical", Carlos Casagrande e Sergio Abreu formaram um casal discreto. Aliás, um dos poucos que era explicitamente feliz na trama.

 

.O primeiro grande sucesso de Eri Johnson na TV foi em 1990, quando ele viveu o coreógrafo gay Lulu na novela "Barriga de Aluguel".

 

.Em "Belíssima", Pedro Paulo Rangel era um homossexual elegante e apaixonado pelas divas do cinema.

 

.Os comediantes também gostam de explorar o universo dos gays nos programas. Como esquecer de Chico Anysio ao incorporar o enrustido Haroldo e Jô Soares aprontando muitas como o Capitão Gay?

 

.Em "O Diabo Veste Prada", Stanley Tucci conquistou as plateias do mundo todo com um produtor de moda que vira conselheira da desajeitada jornalista vivida por Anne Hathaway.

 

.Até atores mais velhos se atiram nesse tipo de personagem complexo. Na comédia "Miss Simpatia", o veterano Michael Caine brilhou com um consultor de beleza e etiqueta que tinha a missão de dar a glamour à polícia brucutu intepretada por Sandra Bullock.

 

.Nos filmes "Se Eu Fosse Você" e "Se Eu Fosse Você 2", Tony Ramos não interpreta propriamente um homossexual. Mas o ator topou mergulhar num personagem feminino, pra não dizer afetadíssimo. É divertido vê-lo no papel de uma mulher num corpo de homem. Toda a imagem de galã veterano e o tipo físico de urso deixam a atuação ainda mais cômida e digna dos aplausos recebidos por milhões de espectadores.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 17h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sexta-feira , 27 de Março


MADONNA EXORCIZOU JESUS

 

Como é que é? Madonna confirmou o fim do namoro com Jesus? E pelo twitter? My God! O que ele será agora? Um ex-Madonna, assim como um ex-bbb? Conseguirá ele manter a fama? Permanecerá em NYC ou voltará ao Rio? Jesus! O que será de Jesus Luz?

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

EI, TEM ALGUÉM AÍ?

 

 

Caiu muito o número de comentários postados aqui. O que acontece? Eu estou sendo chato com a seleção de notícias e comentários/idéias? Ou será que baixou uma epidemia de preguição e/ou indiferença nos leitores? Hã? Hein? Aqui não há censura. Escrevam! Opinem!

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

SORVETE COM RECHEIO DE POLÊMICA

 

O mundo está cada vez mais politicamente correto — e chato. Na Rússia, um anúncio de sorvete faz alusão a Obama e já foi rotulado de racista. Ei, vamos devagar com esse patrulhamento. Ok, o slogan tem altíssima conotação sexual. Mas não vejo ali intenção discriminatória. Confira AQUI.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

BRASIL: PRA ONDE VAMOS?

 

Esta semana, as quatro saias (Monica Waldvogel, Maitê Proença, Beth Lago e Márcia Tiburi), do programa Saia Justa (GNT), discutiram por que o brasileiro se mostra tão pacato/pacífico/indiferente às barbaridades atuais (crise econômica, corrupção, violência etc), enquanto em outros países (yes, do primeiro mundo) os cidadãos protestam, tomam as ruas, exigem o cumprimento dos direitos... Será uma questão cultural: ainda nos comportamos como obedientes colonizados? Falta de interesse: só nos sentimos estimulados a brigar por futebol? Sensação de inutilidade: não adianta berrar por que os líderes que decidem fingir não escutar? Ou cansaço: trabalhamos/estudamos tanto que não sobre energia para protestar?

 

Eu acho que tem um pouco de tudo isso — e mais a preguiça (sim, temos preguiça de participar de ações políticas em geral) e uma baixa-estima colossal ("Coitadinhos de nós, brasileiros do terceiro mundo; somos tão pobrinhos, sem educação, sem renda, só temos de nos orgulhar do futebol, do carnaval e das bundas... por isso sempre aceitamos a tudo sem contestar e fazer reverência a qualquer gringo metido a importante").

 

Qual foi o último grande levante popular em nome da decência? Terá sido o Movimento dos Caras-Pintadas? Mas isso aconteceu em 1992, há dezessete anos!!! Estamos congelados? Aí quando surge uma manifestação contra a desordem pública, como o Cansei, é imediatamente desmoralizado por não ser de esquerda nem ter participantes pobres. Ué, os ricos e influentes não podem protestar? Que democracia torta é essa?

 

Ao escrever esse texto, me veio a lembrança da música Brasil, composta por Cazuza, Nilo Roméro e George Israel, e gravada magistralmente por Gal Costa. Foi tema de abertura da novela Vale Tudo, em 1988. Não é simplesmente uma letra, é um poema de prostesto, é o que está entalado na garganta de muita gente:

 

Não me convidaram
Pra esta festa pobre
Que os homens armaram
Pra me convencer
A pagar sem ver
Toda essa droga
Que já vem malhada
Antes de eu nascer...



Não me ofereceram
Nem um cigarro
Fiquei na porta
Estacionando os carros
Não me elegeram
Chefe de nada
O meu cartão de crédito
É uma navalha...



Brasil!
Mostra tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim...



Não me convidaram
Pra essa festa pobre
Que os homens armaram
Pra me convencer
A pagar sem ver
Toda essa droga
Que já vem malhada
Antes de eu nascer...



Não me sortearam
A garota do Fantástico
Não me subornaram
Será que é o meu fim?
Ver TV a cores
Na taba de um índio
Programada
Prá só dizer "sim, sim"



Grande pátria
Desimportante
Em nenhum instante
Eu vou te trair
Não, não vou te trair...

 

Brasil!
Mostra a tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim...

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quinta-feira , 26 de Março


ELAS VENCERAM PELO POPOZÃO

 

.Responda rápido: qual a parte do corpo da mulher que o brasileiro mais gosta? Dou-lhe uma, dou-lhe duas... Ah, nem precisa contar até três! A unanimidade nacional é mesmo o bumbum!

 

.A cantora Gretchen vai completar cinquenta anos no dia vinte e nove de maio. Apesar de ser uma veterana do rebolado, ela não abre mão do título de rainha do bumbum. Gretchen foi uma das precursoras em usar os glúteos para fazer sucesso. Durante as exibições na TV, ela sempre dá mais importância ao remelexo do que propriamente às músicas que canta. Isso acontece desde os anos setenta, quando não era nada comum uma mulher mostrar tão explicitamente o traseiro avantajado para as câmeras. Gretchen fez da sensualidade um ingrediente indispensável para o sucesso da carreira. Tanto é que já investiu bastante dinheiro em tratamentos estéticos e até plásticas para manter o bumbum arrebitado e duríssimo.

 

.No ano passado, Andressa Soares atingiu o ápice da popularidade com seu bumbum gigantesco. A dançarina de funk chegou a ter inacreditáveis cento e vinte e um centímentos de quadril. Ela deixou todas as concorrentes para trás na disputa pela liderança do ranking de maior popozão do universo artístico. Além de ter medidas tão espetaculares, Melancia ainda desenvolveu uma coreografia especial para o bumbum: vai da velocidade um até a velocidade seis. Olha só a habilidade da moça em chacoalhar a grandiosidade que a genética lhe deu.

 

.O sucesso de Andressa Soares, quer dizer, o sucesso do bumbum da Mulher Melancia foi meteórico: de coadjuvante do MC Créu ela se lançou em carreira solo. No auge da exposição na mídia, chegou a fazer cinco shows num única noite. Ganhou ótimos cachês para posar nua três vezes em um período de poucos meses. Comprou imóveis, carros, viajou para o exterior e fez um excelente pé-de-meia. Essa daí não pode negar: nasceu mesmo com o bumbunzão virado para a lua!

 

.Numa rápida viagem ao passado, encontramos Rita Cadillac. Famosa como chacrete, ela sempre se destacou das demais dançarinas do Cassino do Chacrinha pela exuberância do bumbum. E a carioca, que hoje está com cinquenta e quatro anos, sempre soube aproveitá-lo nos melhores ângulos. Depois que saiu da TV, rodou o país fazendo shows e se tornou a musa dos presidiários. Com figurinos curtíssimos, Rita enlouquecia os homens com o gingado dos glúteos. Ela chegou a dizer que era mais famosa de costas do que de frente — e manifestou a vontade de, quando morrer, ser colocada de bruços no caixão, para que todos tenham a chance de apreciar, pela última vez, a beleza de seu bumbum bronzeado. Em 2004, Cadillac entrou para a indústria pornô. Já estrelou nove filmes. Em todos eles, ela mostra mais o bumbum do que o rosto.

 

.Entre as bundudas do momento quem também chama a atenção é Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho. Ela seguiu o mesmo caminho de Andressa Soares, a Melancia, e deixou o grupo do MC Créu para brilhar sozinha. Em pouco tempo já mostrou ter peito pra isso. Ops, quer dizer, provou ter bumbum suficiente para faturar alto na carreira solo. Moranguinho virou cantora, posou nua e, recentemente, se transformou na musa da banheira do programa Superpop. Ellen se especializou em mergulhar no chantilly com belos rapazes à procura de morangos. Para completar, muita cobertura de caramelo e chocolate. Mesmo encobertos, os glúteos de Moranguinho se sobressaem.

 

.Gracyanne Barbosa é mais uma beldade que deve muito da fama que conquistou à parte do corpo que os franceses chamam de derrière. Prova disso é que na capa de sua revista de nudez, em fevereiro de dois mil e sete, a modelo aparece de ladinho, deixando em evidência o bumbum. E que bumbum! Malhado em academia e bronzeado sob o sol das praias cariocas! Esse Belo é mesmo um cara de muita sorte!

 

.Mas a preferência pelo bumbum já não é exclusividade dos brasileiros. Uma pesquisa recente mostrou que as inglesas adorariam ter glúteos avantajados como o da cantora americana Beyoncé. E a estrela da música sabe como ninguém sacudir as cadeiras. Beyoncé chegou a ser acusada de usar calcinha com enchimento e ter as nádegas cobertas de celulite. Mesmo assim não deixou a peteca cair e ainda desperta muito desejo nos homens e inveja nas mulheres.

 

.A galeria de mulheres famosas que tiveram o bumbum idolatrado pelos brasileiros inclui ainda: Juliana Paes, Viviane Araújo, Carla Perez, Adriana Bombom, Scheila Mello, Sabrina Sato, Sheila Carvalho, entre outras. Todas elas confirmam a teoria dos bumbundólogos: o bumbum é mesmo uma paixão nacional.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 20h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MADONNA TEM UM JESUS PARTICULAR

 

.Madonna é tão poderosa, mas tão poderosa, que tem um Jesus só para ela! E que Jesus! Se Deus é brasileiro, Jesus é carioca da gema! O modelo Jesus Pinto da Luz saiu do mais completo anonimato para as primeiras páginas de jornais do mundo todo, as capas das revistas, as manchetes dos sites e os programas de celebridades da TV. O menino do Rio, de pele bronzeada, olhos verdes azulados como o mar e cabelos sedosamente cacheados, tornou-se um dos homens mais fotografados do planeta. Mas a fama meteórica roubou-lhe a tranquilidade. Jesus foi posto na cruz pela mídia. Ainda que reclame do assédio e de ter o passado revirado, o queridinho de Madonna não disfarça a satisfação de ter se tornado, da noite para o dia, uma celebridade internacional.

 

.O estrelato de Jesus Luz começou em dezembro. Ele e outros belos modelos de corpos esculturais foram convocados para um ensaio fotográfico com Madonna, na suíte de um hotel, no Rio. Dizem que a cantora ficou hipnotizada ao ficar frente a frente com o garotão. Nas fotos, dá para perceber a sintonia mais do que perfeita entre os dois. Jesus e Madonna deitaram e rolaram, literalmente. O modelão de vinte anos, um metro e oitenta e dois de altura, não economizou sensualidade. Despiu-se por inteiro diante da diva da música. Mostrou o peitoral trabalhado, a barriga trincada pelos abdominais, braços e pernas de deus grego, e aquela musculatura impressionante na virilha, capaz de enlouquecer até mesmo uma experiente devoradora de homens como a senhorita Ciccone. Enfim, Jesus conseguiu fazer um milagre: deixou Madonna de quatro — o que nenhum homem fizera havia bastante tempo.

 

.Logo o flerte entre a rainha do pop e o carioca desconhecido vazou na imprensa. A confirmação de que rolava algo veio na passagem da cantora por São Paulo. A festa de toda a equipe de Madonna, em comemoração ao fim da turnê, aconteceu num bar fechado. Fotógrafos e cinegrafistas flagraram a chegada e a saída de Jesus. Alguns convidados do agito revelaram ter visto Madonna sentada no colo dele, aos beijos, durante a maior parte da festa. O interesse pela vida de Jesus Luz tornou-se ainda maior: todos queriam saber quem era aquele moreno misterioso? O que teria ele de tão especial para seduzir uma das mulheres mais duronas do showbiz? Jesus e Madonna viviam uma amizade colorida ou já tinham se conhecido biblicamente? Uau! Jesus Pinto da Luz subia um degrau rumo ao topo da popularidade.

 

.Desde o início do affair, Madonna se revelou muito possessiva. Tanto é que levou Jesus Luz embora, ao fechar a turnê de shows em São Paulo. Os dois curtiram alguns dias em Londres e passaram o réveillon nas Ilhas Maldivas. Na época, comentou-se que o rapaz havia abandonado a família e a agência de modelos para seguir as ordens da cantora. Ele teria ficado várias dias incomunicável, sem conversar com ninguém. A mãe de Jesus, Cristiane, chegou a declarar que Madonna havia sequestrado sem filhinho querido. O dono da agência, Sergio Mattos, rescindiu o contrato de representação que tinha com Jesus Luz. O empresário acusou o bonitão de atitude antiprofissional, por ter viajado sem avisar, não ter apresentado nenhuma justificativa para a ausência em castings e ter se ligado a uma agência concorrente em Nova York. Foi aí que Jesus começou a viver um calvário.

 

.Quando a imprensa internacional teve certeza de que Jesus Luz não era apenas mais um bonequinho de luxo, os repórteres mergulharam na intimidade dele. Descobriu-se seu passado de sedutor compulsivo. Na escola, ele era o aluno mais desejado pelas colegas. Jornalistas conseguiram entrevistas ex-namoradas do rapaz. As meninas não pouparam críticas à Madonna. Especialmente em relação à diferença de idade entre Jesus e a cantora: trinta anos. Ao reaparecer no Brasil, para sentar na primeira fila de um desfile da São Paulo Fashion Week, o modelo se assustou com o tamanho do assédio da imprensa. E ficou irritadíssimo com as revelações indiscretas sobre sua vida.

 

.Jesus Luz trocou uma casa simples no Rio por uma suíte no apartamento tríplex de Madonna, num dos endereços mais caros e chiques de Nova York. O carioca que vivia sem muita grana passou a frequentar os restaurantes mais badalados, as boates mais exclusivas e as lojas mais sofisticadas de Manhattan. E passou a exigir cachês altíssimos para desfiles e campanhas publicitárias. Se no início do relacionamento, ele e Madonna tentaram de tudo para não ser flagrados juntos, depois de alguma semanas o casal passou a se mostrar para os paparazzi. Surgiu novamente a dúvida do que havia entre os dois: seria mesmo um namoro ou apenas uma jogada de marketing? Comentou-se ainda de uma possível vingança de Madonna contra o ex-marido, Guy Ritchie. A loura estaria usando o garotão brasileiro para provocar ciúme também em um pretendente, o jogador de beisebol Alex Rodriguez.

 

.Ao retornar ao Rio, alguns dias atrás, Jesus Luz viveu dias de superstar. Foi seguido o tempo todo por equipes de reportagem. Ao mesmo tempo que demonstrou certo prazer com o assédio, o namoradinho de Madonna cometeu um deslize. Deixou-se fotografar em situação íntima com a também modelo Luciana Costa. Os dois participaram de uma festa promovida por colegas de Jesus. As imagens do flagra foram reproduzidas por toda a imprensa de fofocas. As manchetes sensacionalistas acusavam o morenão de trair Madonna. Alguns jornais americanos chegaram a anunciar a separação do casal. A cantora teria tido um ataque de fúria ao descobrir a suposta pulada de cerca. Jesus ficou assustado com a repercussão do caso. Adiantou o retorno aos Estados Unidos para se justificar pessoalmente com Madonna.

 

.O pai de Jesus, Luiz Heitor, afirmou esta semana que existe muito sentimento entre o filho e a cantora. Resta descobrir se o que começou como atração sexual numa sessão de fotos irá realmente se transformar num grande amor. Jesus Luz já convive com os três filhos de Madonna como se fizesse parte da família. Ainda que a cantora não o tenha assumido em público como novo parceiro, ele tem status de novo senhor Ciccone. Quem poderia imaginar que a temida Madonna, que já comprou tantas brigas com a igreja católica, fosse um dia ficar de joelhos para um Jesus brasileiro.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 19h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quarta-feira , 25 de Março


DICA DE LIVRO

 

 

Acabo de ler MARILYN E JFK, do escritor francês François Forestier (Editora Objetiva). O livro confirma o que já se sabia, mas acrescenta detalhes surpreendentes:

 

.Marilyn Monroe era promíscua: transava com qualquer um, a qualquer hora. Não fazia higiene pessoal (vivia suja, cheirava mal, dormia entre restos de comida e cocô de cachorros). Era extremamente arrogante e, ao mesmo tempo, maníaco-depressiva. Não era boa atriz e despertava o ódio em quem contracenava com ela, devido aos atrasos e erros repetitivos. Provavelmente não morreu assassinada — é mais coerente acreditar que teve mesmo uma overdose acidental de remédios, já que era viciada e tinha tido overdoses anteriores.

 

.John Kennedy não foi um grande político (mais marketing do que ações efetivas). Vivia doente. Tinha compulsão sexual. Era totalmente manipulado pelo pai, Joe, um empresário-golpista ligado à Máfia e admirador do nazismo. Nunca amou Jacqueline Kennedy.

 

.Jacqueline Kennedy era corna assumida. Mantinha o casamento de aparências em troca de status. Não tinha tanta influência sobre Kennedy quanto se imaginava.

 

.Os Kennedy representaram o que existe de pior numa família: desamor, desunião, guerra por poder, amizades com bandidos, adultérios e muita baixaria.

 

.Por fim, outra lição do livro: depois do dinheiro, a principal moeda do mundo foi e sempre será o sexo.

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ARTISTAS FALASTRÕES

 

.Como é mesmo aquele ditado: em boca fechada não entra mosquito, né? Pois alguns famosos precisam passar um zíper nos lábios para evitar confusão. Eles provocaram escândalos com suas declarações polêmicas.

 

.Pelé sempre se mete me situações constrangedoras. A mais recente envolve seu ex-pupilo do Santos, Robinho. O atual ídolo do Manchester City ficou bravíssimo com a insinuação feita por Pelé, de que ele já teve algum tipo de envolvimento com drogas. Os representantes de Robinho ameaçam processar o atleta do século por calúnia e difamação.

 

.Em janeiro deste ano, Pelé já havia se indisposto com Ronaldo Nazário, Adriano e também com Robinho, ao afirmar que o comportamento indisciplinado deles na vida íntima — recheada de escândalos com mulheres e baladas — pode prejudicar a imagem do futebol brasileiro no exterior.

 

.Aguinaldo Timóteo é outro famoso que não resiste a um quiprocó. Ele sempre diz o que pensa, sem se importar com a sensibilidade dos envolvidos. Já protagonizou confusão até a bordo de um avião em processo de decolagem.

 

.O jornalista Leão Lobo coleciona processos na Justiça movidos por celebridades como Susana Vieira e Thiago Lacerda. Apesar de ter sido condenado algumas vezes a pagar indenização por danos morais, o apresentador nunca deixou de lançar críticas aos famosos.

 

.A atriz Maitê Proença acabou arrolada num processo movido pela família do ex-marido de Susana Vieira, Marcelo Silva, morto por overdose em dezembro de 2008. Num programa de TV, Maitê declarou que a morte dele foi um alívio para a vida de Susana.

 

.Outra que não tem papas na língua é Neusa Borges. A atriz é o terror da sinceridade. Costuma detonar quem não tem talento e consegue espaço na TV apenas pela beleza e sensualidade. Ela já falou mal até do estado onde nasceu, Santa Catarina, dizendo-se vítima de racismo por parte dos próprios conterrâneos.

 

.Gente, e o Jorge Kajuru, hein? Tem boca mais apimentada que a dele? Já falou mal de tanta gente, respondeu a dezenas de processos na Justiça e, mesmo assim, não para de suscitar polêmicas com gente famosa e poderosa. Recentemente causou espanto ao falar dele mesmo: anunciou que irá fazer uma cirurgia para aumentar o órgão sexual. Ui, abafa!

 

.Ratinho se faz de santo, mas não resiste a soltar uma cacetada — principalmente contra políticos. O apresentador chegou a ter mais de cinquenta processos correndo na Justiça. Dá-lhe paulada!

 

.Faustão tem fama de paparicar além da conta os artistas que vão ao programa dele. Porém não é nada bonzinho com a galera da produção. O apresentador costuma disparar críticas e ironias no ar, sem se importar com o telespectador, que muitas vezes fica boiando diante do festival de indiscrições.

 

.O novelista Aguinaldo Silva também possui uma boca nervosa! Seja no seu blog ou em entrevistas, ele não economiza veneno! Adora pichar o meio artístico.

 

.Há poucos dias, outro novelista famoso, Benedito Ruy Barbosa, atacou Gloria Perez. Ele disse não entender por que ela optou por criar uma trama sobre a Índia, já que o Brasil poderia inspirar tantas histórias regionais. Benedito também alfinetou Miguel Falabella, a quem criticou por ter escrito uma novela de baixa audiência. Mas ele pagou pela língua: a nova novela de Benedito tropeçou logo na primeira semana de exibição e teve audiência menor do que a trama de Falabella.

 

.O rei das frases polêmicas deixou o trono vazio na semana passada. Clodovil Hernandes nunca poupou ninguém. O ex-apresentador e estilista parecia sentir enorme prazer em atacar cruelmente os famosos. Misturava humor ácido e críticas pesadas em cada comentário sobre a vida alheia. Os alvos preferidos eram ex-colegas de TV, como Marta Suplicy e Marília Gabriela. Confira algumas pérolas saídas da língua ferina do eterno Clô:

 

"Hoje em dia as mulheres trabalham deitadas e descansam em pé"

 

"As mulheres ficaram muito ordinárias, vulgares e cheias de silicone"

 

"Se Collor tinha aquilo roxo, o meu é cor-de-rosa choque"

 

"Da fruta que eu gosto o Leonardo di Caprio come até o caroço. Falo isso porque boi preto conhece boi preto"

 

.Clodovil fará companhia agora a outra bocuda notória: Dercy Gonçalves. A atriz centenária adorava destilar críticas e xingamentos a quem quer que fosse. Já pensou o que aconteceria no reencontro de Clodovil e Dercy? Meu Deus, o céu viria abaixo!

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Terça-feira , 24 de Março


A HISTÓRIA COMPLETA DE UMA EX-BBB QUE FEZ DA TRAGÉDIA UMA NOVELA MILIONÁRIA

.Os ingleses estão órfãos. Morreu a protagonista da novela de maior audiência dos últimos tempos: a ex-participante de reality show Jade Goody. No caso dela, a novela era mesmo da vida real. A moça se tornou a pessoa mais conhecida e comentada da Grã-Bretanha ao expor na mídia o drama vivido por milhares de pessoas mundo afora: a luta contra um câncer. E soube fazer da doença uma máquina de dinheiro. Diante da morte inevitável, ela aproveitou cada minuto para faturar alto com a própria tragédia.

 

.Jade ganhou fama no início de 2002, ao participar de uma edição convencional do reality show. Assim como faz a maioria dos competidores desse tipo de programa, ela se aventurou na carreira artística. Abandonou a profissão de enfermeira de consultório dentário e passou a trabalhar como modelo, fazer presença vip em eventos, lançou uma autobiografia e produtos com sua grife, como perfumes e DVDs de ginástica. Em 2007, Jade reapareceu na TV na versão do reality com celebridades. Diante das câmeras, ela teve atitudes racistas contra uma colega de confinamento, a atriz indiana Shilpa Shetty. Mesmo pedindo desculpas, Jade foi expulsa do reality.

 

.Ela ressurgiu na mídia em meados de 2008, quando aceitou o convite para participar de uma edição do reality show na Índia, justamente o país de origem de sua maior desafeta. Foi durante a participação no programa que Jade descobriu ter um câncer cervical. O diagnóstico da doença não foi uma total surpresa. Jade já havia passado por suspeitas de câncer anteriormente. Ela deixou a competição e voltou à Inglaterra para iniciar o tratamento. A partir daí, a intimidade de Jade Goody abriu-se completamente. Os tablóides ingleses — que vivem de escândalos, histórias bizarras e dramas — a transformaram numa personagem de novela. E ela soube captalizar a superexposição de sua doença.

 

.Jade vendeu sua história a jornais, revistas, editoras de livros e emissoras de TV. Só as fotos do casamento às pressas com o namorado Jack, realizada em fevereiro, renderam o equivalente a três milhões e quinhentos mil reais. Todos os dias, os tablóides divulgavam cada detalhe do estado de saúde dela, e passaram a monitorar cada hora de sua vida. Ao ser acusada de fazer markenting do câncer que a consumia, ela disse que faria de tudo para deixar aos dois filhos pequenos uma herança que garantisse o futuro deles.

 

.Quando os médicos anunciaram que o câncer cervical havia provocado metátase no fígado e no intestino, Jade percebeu que não havia mais nada a fazer: a morte era iminente. Então pediu para deixar o hospital e ir para casa. Depois de tanta exposição, queria um pouco de privacidade nos momentos finais. Nas últimas semanas, os jornais começaram uma espécie de contagem regressiva para a morte dela. Um deles chegou a publicar um tributo, como se Jade já tivesse morrido. Ela resistiu até a madrugada do último domingo, quando morreu dormindo, cercada pelo marido e por parentes. Jade tinha 27 anos.

 

.No Brasil, um caso semelhante, mas com menor repercussão, aconteceu com o empresário Buba. Ele participou de um reality show em 2004. Foi eliminado e sumiu da mídia. Reapareceu algumas semanas depois, ao ser preso com maconha e comprimidos de ecstasy no aeroporto de São José dos Pinhais, no Paraná. Ficou quase cem dias preso. Ao ganhar liberdade, criou uma ONG para alertar os jovens dos perigos das drogas. Buba ficou novamente afastado dos flashes. Até que em novembro de 2006, a notícia repentina de sua morte provocou espanto e comoção. Ele morreu de falência múltipla de órgãos, em decorrência de um câncer no abdômen. Tinha 34 anos.

 

.A pedido de Buba, a família o internou com nome fictício e não divulgou nada à imprensa. O drama só passou a ser contado após a morte dele. A cada dia surgiram novos detalhes de sua luta contra dois tumores extremamente agressivos. Aos poucos, as pessoas souberam do sofrimento ao qual ele havia passado — e também dos resultados positivos de seu trabalho social com adolescentes. As cenas da cerimônia de lançamento das cinzas ao mar, feita por parentes e amigos, provocaram muita emoção nos telespectadores.

 

.Os casos de Jade e Buba revelam alguns aspectos sombrios da imprensa e também da personalidade humana. A grande maioria de nós tem medo da morte — mas, ao mesmo tempo, demonstra um fascínio mórbido quando se trata da morte de uma pessoa famosa. No caso da inglesa Jade, a morte foi tão anunciada na mídia que muitas pessoas já estavam impacientes com a demora. Existia uma torcida velada para que o fim acontecesse logo, uma ansiedade parecida com a provocada pela proximidade do último capítulo de uma novela.

 

.Em relação ao comportamento da imprensa, mais uma vez ficou provado que não há limite para a exploração da desgraça. Notícias boas realmente não vendem. O que a mídia mais gosta de oferecer e o público de consumir, é a fatalidade. Seja uma crise econômica, um desastre de avião, um caso de pedofilia, um assassinato em família ou a morte de uma celebridade. Às vezes, o ser humano mais parece um abutre faminto em busca de carniça fresca.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

SEXO? NÃO, OBRIGADO

 

.Vera Fischer causou espanto ao declarar, numa entrevista na semana passada, que está há dois anos sem fazer sexo. Ela, que é um dos maiores símbolos sexuais do país, afirma não ter mais vontade de se relacionar intimamente com homem algum. O último com quem fez amor foi o ator e diretor Marcos Paulo, com quem namorou. Aos 57 anos, a atriz explica que não está interessada em um homem apenas para sexo e muito menos um grande amor. Caso apareça alguém interessante, ótimo. Se não pintar, permanecerá muito bem sozinha. Vera Fischer, quem diria, não vê problema algum em continuar com a abstinência sexual.

 

.Outra famosa que renunciou ao sexo foi Lady Francisco. A veterana estrela jura não ter contato com nenhum homem há quase vinte anos. Ela diz ter desenvolvido certa repulsão pelo ato sexual. Chega ao extremo de dizer que adoraria namorar um homossexual, com quem não precisasse transar, ou então um homem impotente, que servisse apenas como companhia. Aos 69 anos, Lady Francisco ainda é uma mulher bonita e mantém o corpo em forma. Porém declara ter encerrado definitivamente a atividade sexual.

 

.A cantora gospel Sarah Sheeva, filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, também foge do sexo como o diabo da cruz! Ela afirma que está há nove anos sem fazer amor — e já faz sete anos que sequer dá um beijo na boca. Sarah revelou ter sido maníaca sexual. Ela tinha uma fortíssima compulsão por sexo. Após se converter evangélica, a cantora pisou no freio da libido. De acordo com os preceitos religiosos, só poderá retomar a vida sexual com o marido, na noite de núpcias. Para evitar as tentações, Sarah Sheeva faz de tudo para se manter bem longe dos homens.

 

.Há quem recorra a uma abstinência sexual temporária. O ator americano Sylvester Stallone optou por não fazer sexo durante os dois meses de filmagens do longa Rocky Balboa. Ele disse que precisava estocar o máximo de energia para as cenas de luta no ringue. Stallone afirmou ser comum que pugilistas suspendam a atividade sexual durante a fase de preparação para importantes combates.

 

.Em maio de 2002, quando participavam do reality show Casa dos Artistas, André Gonçalves e Suzana Alves tiveram uma conversa sobre abstinência sexual. O galã, conhecido por ser um dos maiores conquistadores do meio artístico, contou já ter ficado 1 ano sem transar. Já a atriz disse que o período mais longo sem fazer amor foi de oito meses.

 

.Nos Estados Unidos, alguns artistas defendem abertamente a abstinência sexual — principalmente antes do casamento. A atriz e cantora Miley Cyrus é uma porta-voz da defesa da virgindade. Ela namora com o gatíssimo modelo Justin Gaston. Apesar da vísivel química sexual entre eles, a estrela do seriado Hannah Montana jura nunca ter tido contato íntimo com o rapaz — e pretende se manter assim até subir ao altar.

 

.Os meninos da banda Jonas Brothers também defendem a manutenção da virgindade até o casamento. Eles usam até um anel que simboliza o compromisso com a pureza.

 

.A apresentadora Hebe Camargo não é defensora da abstinência sexual. Porém afirma não fazer amor há nove anos, desde que ficou viúva do empresário Lélio Ravagnani. A rainha da TV diz ter tido alguns pretendentes. Mas nenhum suficientemente interessante para fazê-la retomar a vida sexual. Aos oitenta anos, Hebe tem energia de sobra. Ela representa bem a nova terceira idade, formada por idosos com muito vigor. De acordo com pesquisas, a maioria deles mantém uma atividade sexual constante. No caso de Hebe, a abstinência não é uma opção moral. Trata-se apenas da falta de opção de bons parceiros.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PICHAÇÃO VISTA EM VÁRIOS MUROS DE SÃO PAULO (INCLUSIVE O DO CEMITÉRIO DA CONSOLAÇÃO):

O IMPORTANTE É O AMOR, PORRA!

(Mais direto, impossível)

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Segunda-feira , 23 de Março


CENTRAL DE IDÉIAS

 

Antes de mais nada, algumas considerações:

 

1.Ninguém é obrigado a gostar de ninguém.

 

2.A liberdade de expressão deve ser respeitada.

 

3.Atacar alguém, sem argumento convincente, é inútil.

 

Pois bem...

 

Fico intrigado quando posto uma notícia ou comentário sobre algum famoso e leio a reação raivosa e muitas vezes vulgar, com xingamentos gratuitos, de alguns leitores do blog. Eu entendo e aceito que eles não gostem da pessoa em questão. Têm o direito de não gostar e até de criticar. Mas, na maioria das vezes, os argumentos para tal desafeição (ou mesmo ódio declarado) são frágeis demais. Quando existem várias pessoas numa competição, como no caso do Big Brother, é normal e comum gostarmos de uns e torcemos contra outros. Somos realmente muito maniqueístas: o bem e o mal, gostar ou detestar... Porém, a tendência é atacar o desafeto sem ter base consistente para isso: "Não gosto porque não gosto". Esse comportamento pode ter uma leitura imediata: a pessoa não gosta porque reconhece na outra, algo (ou muitas coisas) que detesta nela própria. Ou então: a pessoa não gosta simplesmente porque a outra conquistou o que ela não conseguiu — fama, prestígio, dinheiro, status etc. Sim, a boa e velha inveja — "No Brasil, fazer sucesso é ofensa pessoal". Outro dia, a filósofa e apresentadora do Saia Justa, Márcia Tiburi, disse algo semelhante: "Quando você sobe um degrau do sucesso, precisa se virar e pedir desculpas a quem ficou".

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A GRADUAL QUEDA DE AUDIÊNCIA NO BBB

 

A colunista Fabíola Reippert, da coluna Zapping, do Agora SP, informa que o BBB 9 tem, até o momento, a média mais baixa de audiência entre todas as edições: 32 pontos. O BBB 8 — que teve Rafinha (campeão) e Gyselle (vice) — registrou 37. A sétima edição, com Alemão e Íris, marcou 41. O BBB 6, com Mara e Mariana Felício, alcançou 43. Das nove temporadas, o Big Brother 5, com Jean Wyllys e Grazi, exibido de 11 de janeiro a 29 de março de 2005, é o campeão de ibope: média de 48 pontos.

 

Algumas explicações para a queda de audiência:

 

.O número cada vez menor de TVs ligadas nas emissoras abertas (motivos: internet, canais pagos etc).

 

.Desinteresse pela fórmula do BBB, que deixou de ser novidade há muito tempo.

 

.No caso da nona edição, a ausência de um fenômeno de popularidade, como Diego Alemão, Íris Stefanelli e Grazi Massafera. Nenhum competidor do BBB 9 tem carisma suficiente para atrair, sozinho, parcela maior de audiência.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 06h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Domingo , 22 de Março


JADE MORREU. FIM DA NOVELA

 

Jade morreu. Enfim. Não que eu torcesse pela morte da ex-bbb inglesa. Mas todos que acompanharam a trajetória dela na mídia, nos últimos meses, aguardavam (alguns até ansiosos) pela notícia fatídica. O câncer cervical, com metástases no fígado e intestino, a matou aos 27 anos. Deixou dois filhos: 4 e 5 anos, e o viúvo, Jack, de 21, com quem se casou às pressas em 21 de fevereiro — e vendeu as fotos da cerimônia pelo equivalente a 3,5 milhões de reais.

 

Ela fez da doença um plano de marketing. Da morte iminente, uma fábrica de dinheiro. O drama pessoal virou novela, com capítulos cada vez mais dramáticos e apelativos. Já que iria morrer mesmo, Jade aproveitou para formar um bom patrimônio, uma herança milionária para os filhos pequenos. Quando participou do Big Brother inglês, teve atitudes polêmicas — foi vista como racista, temperamental e xenofóbica. Ao expor o câncer, ela fez com que a imprensa a transformasse quase em santa. Afinal, os jornais e as revistas lucraram muito com o reality show mórbido que se tornou a vida de Jade.

 

Não foi a primeira vez que um show de realidade bizarro movimentou tanta mídia, dinheiro e polêmica. Em 2007, uma TV da Holanda colocou no ar o Big Donor Show. Três pacientes disputavam um transplante de rim, que seria doado por uma mulher com câncer no cérebro, em fase terminal. Antes disso, houve a tentativa (abortada) de um reality no qual vários homens participavam de uma disputa esdrúxula. Um deles, o vencedor, doaria sêmen para a fecundação de uma mulher.

 

Em outro programa do gênero, a equipe acompanhou os últimos meses de pacientes com câncer — o reality foi exibido somente a morte de todos. Aliás, a estreia precisou ser adiada algumas vezes, já que alguns participantes/doentes viveram mais do que o prognóstico médico.

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sábado , 21 de Março


DUAS MULHERES QUE ESTÃO MAL APROVEITADAS NA TV:

.NATÁLIA GUIMARÃES — A ex-Miss Brasil poderia ser a versão morena de Grazi . Aquele papel terrível de Mulher-Aranha em Mutantes não a ajudou em nada na estreia em novelas. Precisam adequar a beleza e o carisma da mineira em personagens leves, meigas, heroínas.

 

.GYSELLE SOARES — Sempre me criticam por eu defender a Cajuína. Mas ainda vejo nela uma artista com potencial. Poderia ganhar um papel brejeiro numa novela. Gyselle tem capacidade de se firmar como atriz. Ela merece uma chance real na teledramaturgia.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

TENTAR FICAR MAIS BONITO? OK. FAZER DISSO UMA OBSESSÃO? NÃO!

 

Acho triste e ridículo o que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, tem feito com o próprio corpo para melhorar a imagem e alavancar a candidatura à Presidência da República. A pupila do Presidente Lula está com o rosto esticadíssimo, olhos esbugalhados, perdeu a expressividade. Parece ter se tornado mais uma refém da vaidade, do desespero de querer parecer bem mais jovem. Vi nas sexta à noite um episódio de CSI sobre o tema: duas mulheres buscaram o rejuvenescimento forçado e acabaram mortas, em consequência de efeitos venenosos dos produtos supostamente milagrosos que usaram. Já fui repórter de uma revista de cosméticos. Já testemunhei loucuras em nome da aparência. É claro que devemos retardar os sinais do tempo — ninguém precisa se orgulhar de ter aparência envelhecida. Porém é necessário estabelecer um limite a essa busca obsessiva pela beleza. Isso pode acabar em doença e até em morte.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

FESTA DO MARC JACOBS NA BOATE GAY CANTHO, NO AROUCHE

 

Eu não fui (aliás, nem fui convidado). Mas a personal stylist Malena Russo foi — e gostou (saiu de lá quase ao amanhecer). Disse que a festa estava animadíssima. O estilista americano dançou no meio do povão (todos convidados, é claro; só gente rica, famosa, chique e modernete) com o namorado brasileiro Lorenzo Martone. A galera da moda baixou, em peso, no centrão decadente e sujo de São Paulo. Os mendigos da região formaram platéia para ver o desembarque dos vips.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

CONTRATE ALGUÉM PARA REZAR POR VOCÊ

 

Tá atrasado? Tá sem inspiração? Tá com preguiça? Não tem problema: há um serviço que reza por você. Isso mesmo: um serviço que faz a oração diária no seu lugar, em seu nome. Basta pagar uma taxa, é claro. Confira detalhes AQUI. Amém!

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NEM DEPOIS DE MORTO CLODOVIL DEIXA DE POLEMIZAR

 

Trechos da entrevista de Clodovil a Veja em julho de 2008 e reproduzida na edição deste fim de semana.

 

Sobre o câncer na próstata:

 

"Sofri muito com o câncer. Mas foi algo que eu mesmo causei. Acho que aquilo aconteceu como uma forma de eu tentar me redimir da minha homossexualidade... Imagine se fosse aids. Eu poderia ter infectado muita gente. Mas paguei um preço alto pelo câncer. Fiquei impotente."

 

Sobre não ter apresentado nenhum projeto em defesa dos gays:

 

"Quais direitos? Direito de promover passeata gay? Não tenho orgulho de transar com homem. O primeiro homem que vi transando com outro foi meu pai — era o meu tio, irmão da minha mãe. Eu tinha 13 anos. Sentei no chão e pensei: meu Deus, minha mãe não é amada por ninguém."

 

Sobre uma tentativa de assalto ao seu apartamento em São Paulo:

 

"Dois assaltantes invadiram minha casa. Eu estava pintando de cueca, e de cueca continuei. Eles pediram dinheiro, mas, quando descobriram quem eu era e ouviram um pito, saíram rastejando da minha casa, pedindo desculpas."

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 14h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MATÉRIA: OS ARTISTAS E AS DROGAS

 

.Em entrevista a uma revista de celebridades, Vera Fischer abriu o jogo em relação às drogas. A atriz admitiu ter sido dependente química durante muitos anos. O auge do uso foi durante o casamento com o ator Felipe Camargo. Naquela época, Vera precisou ser internada numa clínica. Mas ela não acredita no tratamento com base na internação. Afirma só ter parado com o uso de drogas quando realmente quis. Foi uma decisão e um esforço unicamente pessoais. A musa da TV revela que passou a lutar contra a dependência ao perder a guarda do filho Gabriel. Foi naquele momento que ela teve noção de tudo o que a droga já havia lhe roubado. Então se afastou dos lugares onde a cocaína era facilmente encontrada e passou a evitar os amigos que a incentivavam a se drogar. Atualmente Vera leva uma vida saudável.

 

 

.Neste momento, é o ator Fábio Assunção quem luta contra o vício. Está internado numa clínica de reabilitação desde novembro. Em quase cinco meses, ele não saiu de lá um dia sequer. Teve autorização dos médicos para visitar a família. Mas preferiu evitar as tentações do lado de fora dos muros da clínica. Fábio Assunção viciou-se em cocaína. A droga prejudicou não só as relações afetivas, como também a carreira. O galã faltou várias vezes às gravações de suas últimas novelas por não ter condições de atuar. Em janeiro de 2008, foi detido num flat de São Paulo, na companhia de um traficante que carregava trinta gramas de cocaína. Fábio acabou liberado após prestar depoimento na superintendência da Polícia Federal. Esse episódio trouxe à público o que os amigos e os colegas de TV já sabiam: ele era dependente e precisava de ajuda urgentemente. De acordo com as últimas informações, Fábio Assunção tem progredido no tratamento. Porém ainda não há previsão de alta.

 

 

.A mesma clínica onde está Fábio Assunção foi onde esteve internado o comentarista esportivo Walter Casagrande. O ex-jogador ficou sob tratamento intensivo durante um ano. O drama do ídolo do futebol ficou conhecido nacionalmente em setembro de 2007, quando ele sofreu um grave acidente de carro. O uso de drogas tornou-se evidente. Após sair do estado de coma e deixar o hospital, Casagrande foi imediatamente encaminhado ao tratamento de desintoxicação e reabilitação. Aos poucos surgiram detalhes de seu histórico assustador com entorpecentes. Casagrande teve quatro overdoses, uma delas na frente do filho que tinha na época apenas doze anos. Ele acreditava ingenuamente ter controle sobre a cocaína e a heroína. Somente durante o tratamento percebeu que era refém das drogas e precisava lutar contra uma tendência autodestrutiva. Hoje Casagrande voltou ao convívio familiar e, aos poucos, retoma as atividades profissionais. Ele segue com o tratamento e sabe que precisa manter a vigilância, como deixou claro na seguinte declaração:

 

"A dependência química é progressiva, fatal e incurável. Vou ter que conviver com ela até o fim da minha vida"

 

.Em dezembro de 2007, a cantora Rita Lee anunciou que não usava mais nenhuma droga. O maior incentivo para se manter afastada das substâncias ilícitas foi o nascimento da primeira neta. A roqueira usou maconha durante muitos anos. Chegou a ser presa com a droga em 1976, durante a gravidez do primeiro filho. Ao se dizer 100% limpa em relação aos entorpecentes, Rita Lee refutou o clichê recorrente do roqueiro alcoólatra e drogado, que apronta escândalos, é preso várias vezes, passa por hospícios e acaba morto por overdose.

 

 

.O ex-cantor Rafael Ilha se envolveu em muitos episódios polêmicos nos últimos anos. Mesmo assim, é possível apontá-lo como um exemplo de superação. Afinal, quem não se lembra das imagens tristes, captadas em 1998, quando ele foi preso sujo e desorientado, após roubar 1 real e um passe de ônibus? O ídolo de milhões de garotas havia se transformado num farrapo humano. Resgatado do submundo, Rafael Ilha deu a volta por cima. De morador de rua virou dono de clínicas de desintoxicação. Ele, que começou a se drogar aos doze anos, passou a trabalhar na salvação de dependentes em estado crítico. Desde que retornou à mídia, o ex-cantor foi preso algumas vezes, sob diferentes acusações. Mas parece realmente ter se mantido longe das drogas.

 

 

.Em abril de 2004, o ator Marcello Antony acabou detido em flagrante pela polícia em Porto Alegre. Ele comprava maconha de um traficante, em frente a um hotel. Levado à delegacia, foi enquadrado inicialmente como traficante. Só depois da intervenção de um advogado passou a responder como usuário e conseguiu ser libertado. Antony fez um acordo com a Justiça e cumpriu pena alternativa. Doou cerca de dois mil reais a uma entidade e compareceu a reuniões de um grupo de apoio a dependentes químicos. O ator também fez palestras para jovens sobre o risco do envolvimento com drogas.

 

 

.O ator e cantor Maurício Mattar jamais admitiu publicamente a dependência química. Mas o problema era do conhecimento de todos no meio artístico e acabou confirmado numa entrevista pela apresentadora Angélica, que namorou o galã no período mais sombrio do vício. Maurício venceu as drogas e hoje tem um cotidiano saudável.

 

 

.Um dos maiores exemplos de superação é o do ator americano Robert Downey Jr. No fim dos anos 90, ele mergulhou de cabeça no abismo das drogas. Foi preso inúmeras vezes. Chegou a ser condenado pela Justiça e passou mais de 1 ano atrás das grades. Sua carreira em Hollywood estava acabada. Porém a força de vontade de se libertar do vício, o amor à profissão e o apoio de amigos fizeram com que Robert Downey Jr. ressurgisse das cinzas e conquistasse uma nova chance. Ele não decepcionou. Fez uma série de trabalhos interessantes, que lhe renderam prêmios importantes. Reconquistou o respeito dos produtores de TV e cinema. Hoje, é apontado como um dos melhores atores de Hollywood. A dependência química ficou em uma página do passado.

 

 

.Agora quem precisa seguir o exemplo de superação desses famosos é Amy Winehouse. Recentemente, a cantora passou dois meses no Caribe, a fim de evitar o contato com as drogas. À primeira vista ela está melhor do que antes, quando vivia 24 horas sob efeito de substâncias proibidas. Mas ainda é cedo para afirmar que Amy conseguiu se livrar de vez da dependência química.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sexta-feira , 20 de Março


TCHAU...

 

Foi-se o verão. Graças! Não aguentava mais aquele calorão desértico. Bem-vindo, outono. Contagem regressiva para o meu querido inverno...

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 09h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quinta-feira , 19 de Março


REALITY SEM TEMPERO

 

Ai, que Big Brother chato... A produção escolhe, escolhe, escolhe... seleciona, seleciona, seleciona... entrevista, entrevista, entrevista... testa, testa, testa... e, no fim, forma um grupo tão insosso... O marasmo impera. Uma rusga aqui, um rosnado ali e nada mais... Falta uma personalidade forte como a do Diego Alemão, alguém realmente carismático como Gisele Soares, um competidor bem-humorado como Íris Stefanelli... Não gosto de comparações. Cada um é cada um. Porém fica difícil não sentir falta de brothers e sisters mais interessantes, como apareceram em outras edições. A impressão é que estão todos cansados: os confinados e os telespectadores.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 12h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

EU DESCONFIO DE...

.Pessoas que dizem nunca sentir inveja.

.Pessoas que juram jamais se arrepender de nada.

.Pessoas que estão sempre felizes.

.Pessoas que seguem cegamente uma religião.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 12h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

CLODOVIL PASSOU FOME

 

A revelação foi feita pela advogada dele. Confira AQUI.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 11h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MICHAEL JACKSON PROVIDENCIA DETALHES DO PÓS-MORTE

 

Parece piada de mau gosto, mas é verdade: Michael Jackson vai se submeter a novas cirurgias plásticas no rosto. O cantor quer se livrar de rugas e marcas de expressão. O objetivo é ficar lindo, quer dizer, melhorar a aparência para a temporada de show que fará a partir de julho, em Londres. Será que Michael também vai dar mais uma arrebitada nesse narizinho lindo? Mas essa não é a única notícia bizarra sobre o rei do pop. Um professor alemão, conhecido como Doutor Morte, revelou ter sido procurado por assessores do cantor. Michael Jackson quer ser submetido a um processo de plastificação após morrer. Ou seja: ele deseja que seu corpo receba um tratamento químico especial para ser preservado. Dessa forma, o corpo poderia ser exposto aos fãs.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 07h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NUM INSTANTE A VIDA SE VAI...

 

Tragédia mata atriz de 45 anos. Detalhes AQUI.

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 07h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quarta-feira , 18 de Março


HOJE ESTOU A FIM DE APERTAR O BOTÃO PARA IMPLODIR O MUNDO. ALGUÉM SABE ONDE FICA?

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 14h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GREVE DE SEXO

 

O que será que acontece com as famosas, hein? Muitas dizem não ter vida sexual, apesar da beleza e da sensualidade. A veterana Lady Francisco contou que está há mais de vinte anos sem fazer amor. Sarah Sheeva, filha de Baby do Brasil, jura não tocar num homem há nove anos — por ser evangélica só voltará a praticar sexo depois de casada. Agora é a vez de Vera Fischer, um dos maiores símbolos sexuais do país, revelar que não se relaciona intimamente há três anos. A loura, de 57 anos, disse mais: apesar da fama de devoradora de homens, nunca foi muito sexualizada.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 11h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MEU LIVRO JÁ ESTÁ À VENDA PELA INTERNET

 

Clique AQUI para acessar a página do livro no site da Livraria Cultura.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 11h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A OPÇÃO DE MORRER DIANTE DOS FLASHES

 

 

Os tablóides ingleses anunciam a morte de Jade Goody todos os dias. A ex-participante do Big Brother está em fase terminal, vitimada por um câncer na coluna. Na semana passada deixou o hospital para morrer em casa. Desde então, a imprensa publica: "A última festa de Jade", "O último jantar de Jade", "O último beijo de Jade nos filhos", "A última noite de Jade" — e Jade continua viva. Essa exploração da desgraça da ex-bbb foi incentivada (e promovida) por ela mesma. Jade descobriu ter câncer diante das câmeras, ao participar de uma versão do Big Brother na Índia. Imediatamente a moça começou a capitalizar o drama. Vendeu sua história para jornais, revistas, sites, editoras de livros. A batalha contra o câncer se tornou uma novela: "Jade chora", "Jade faz a primeira sessão de quimioterapia", "Jade raspa a cabeça", "Jade se casa às pressas com o namorado", "Jade faz o último passeio com os filhos"... Essa mercantilização da doença e da dor fez com que muitas pessoas se posicionassem indiferentes ao martírio de Jade. Afinal, ela virou um produto de mídia. É como se Jade não sofresse (e, sim, ela sofre muito, o câncer agressivo não é ficção) e ainda explorasse a piedade alheia. A morte dela é iminente. A opção de morrer em público, e como se estivesse num show televisivo, tirou-lhe uma porção de humanidade e a transformou numa marketeira da própria desgraça. Jade Goody conseguiu o que tanto quis: ser muito famosa e ter bastante dinheiro. Porém não terá tempo para usufruir nenhuma das duas conquistas.

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 10h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

FALTA UMA AMY WINEHOUSE NO BRASIL

 

Amy Winehouse é, hoje, a maior barraqueira do meio artístico internacional. Diariamente produz manchetes sobre brigas, drogas, encrencas com a polícia, questões judiciais... Quanto mais apronta, fica ainda mais famosa e, consequentemente, mais rica. Quem é a Amy Winehouse do Brasil? Qual famoso ou famosa se projeta mais pelas confusões do que pelo trabalho e talento? Seria Dado Dollabella? Não lembro de outro. Você lembra de mais algum? Nossa, os artistas brasileiros são tão comportados e politicamente corretos... É por isso que as revistas de celebridades têm produzido capas tão frias e desinteressantes.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 09h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Terça-feira , 17 de Março


CLÔ SAI DE CENA

 

 

Ele parecia indestrutível. Uma fortaleza, um homem capaz de derrotar todos os inimigos. Mas quis o destino — sempre imprevisível — que fosse traído pelo próprio corpo. Um acidente vascular cerebral pôs fim a uma trajetória de vida tão brilhante quanto dramática. Foram exatos setenta e um anos e nove meses. Uma existência recheada de momentos alegres, grandes perdas, brigas homéricas, muito luxo, decadência e genialidade. Clodovil Hernandez foi acusado de muitas coisas. Porém nenhum inimigo poderá incriminá-lo por não saber aproveitar cada segundo de vida. E ele viveu sempre como quis, intensamente, tirando o máximo de prazer dos pequenos e grandes acontecimentos.

 

Depois de tantos tropeços, tantas quedas, tantas idas ao fundo do poço, Clodovil finalmente vivia uma fase plena. O mandato de deputado federal serviu para resgatá-lo do ócio, após perder seu programa na extinta TVJB. Também proporcionou o equilíbrio financeiro e deu a ele mais status social, algo de que tanto gostava. O estilista transformado em artista gozava agora as benesses da vida política. Clodovil saboreava o poder como ninguém. Mas, apesar dos quase quinhentos mil votos que o conduziram a Brasília, viveu os últimos momentos completamente sozinho, na suíte de sua casa. O homem vaidoso que buscava sempre a aclamação pública morreu em silêncio, na companhia apenas de sua consciência.

 

Clodovil dizia não ter medo da morte. Era espiritualizado, fazia orações todos os dias. Afirmava que, nesta vida, não tinha de dar explicações sobre os seus atos a ninguém — apenas ao Deus, provedor do universo, criador da beleza. E sabia bem a dimensão de seus atos contraditórios: "Cada um sabe a dor e as delícias de ser quem é".

 

Ele sempre odiou ser rotulado de polêmico. Em todas as vezes que provocou escândalo, disse ser apenas autêntico. Uma autenticidade ácida e incômoda. Clodovil Hernandez jamais respeitou a palavra censura. Nunca mediu o teor venenoso das palavras. Em nenhum momento poupou os inimigos, nem tampouco os amigos. A marca registrada sempre foi a expressão de deboche, emoldurada por doses generosas de arrogância e um glamour único, que o transformou em referência de elegância e sofisticação.

 

Clodovil declarou jamais ter amado ninguém. Mas há quem garanta que ele experimentou, sim, um grande e intenso amor. Porém o sentimento não foi correspondido à altura. Essa decepção o teria tornado aparentemente frio e impiedoso. Mas, no íntimo, longe dos flashes e holofotes, Clodovil seria apenas mais um homem carente, solitário e romântico. Para não expor essa fragilidade, ele criou um escudo: sempre preferiu atacar antes de ser alvejado. Debaixo de tanto sarcasmo e dureza, havia doçura e leveza de espírito.

 

Nascido no interior de São Paulo, ele foi adotado por um casal de espanhóis, a quem sempre demonstrou gratidão pela herança que deixaram: cultura e auto-estima. Clodovil nunca permitiu que o mundo o ferisse. Não se abateu com a rejeição da família biológica, nem com a perseguição por ser gay, muito menos com os altos e baixos da carreira. Soube se reerguer a cada tombo. Quando todos acreditavam em sua ruína, lá vinha ele, altivo, com aquela gargalhada inconfundível. Era uma versão da Fênix, a ave mitológica resnascida das cinzas.

 

Clodovil se projetou nacionalmente por meio dos programas de TV. E foram muitos, em várias emissoras. Saiu brigado de quase todas. Mas a grande contribuição dele foi mesmo para a moda brasileira. Muito antes do oba oba da São Paulo Fashion Week e do estrelato de tops como Gisele Bündchen, ele trabalhou incansavelmente para consolidar a alta costura no Brasil. Vestiu as mulheres mais ricas, poderosas e chiques do país: artistas, socialites, empresárias e primeiras-dama. Muitas delas guardam até hoje os vestidos glamourosos criados por Clodovil. O estilista, que apurou o talento na França, sempre se disse um admirador das mulheres — por isso trabalhava para deixá-las ainda mais lindas. Quando Clodovil se decepcionou com o mundo da moda e parou de produzir em escala, as clientes se sentiram órfãs.

 

Na TV, Clodovil exerceu um papel importante. Nos anos 80, apresentou o TV Mulher, ao lado de Marília Gabriela, Ney Gonçalves Dias e Marta Suplicy. Os trejeitos e a língua afiada escandalizavam os telespectadores conservadores. Depois participou de várias atrações e teve programas só dele. Diante das câmeras, Clodovil teve discussões históricas com entrevistados e também conseguiu revelações surpreendentes. Com muita ironia, conduzia as pautas sem se importar com o politicamente correto. O que sempre quis foi extrair algo inédito dos entrevistados. Sempre disse querer levar cultura às casas das pessoas. Ainda que fosse acompanhada de atitudes polêmicas.

 

Num país de meias-verdades, Clodovil sempre optou pela verdadeira inteira, ainda que devastadora. Pagou um preço alto por declarações e atitudes que desagradaram gente poderosa e influente. Nunca se mostrou arrependido, ainda que tivesse sofrido demais com as consequências. Passou por períodos de delicada situação financeira. Jamais se deprimiu ou perdeu a pose. Com ele sempre foi assim: mesmo sem dinheiro, sem emprego e atolado em dívidas, continuava a sorrir, a flertar com a vida, a manter-se no pedestal. A arrogância bem-humorada serviu de antídoto contra o desespero e a desesperança. E quando o dinheiro lhe fazia nova visita, Clodovil o recebia de braços abertos: champagne com morangos no café da manhã, brincos de brilhantes, carros luxuosos, jantares caros para os amigos, roupas dos melhores tecidos.

 

Clodovil Hernandez preferiu viver num mundo paralelo. Construiu numa região paradisíaca de Ubatuba uma casa de sonhos. Cercado de verde e água, do céu e da solidão, viveu momentos de festa com amigos e instantes de extrema introspeção. Um homem instável e enigmático. Um ser humano ainda mais complexo do que o habitual. Caso alguém tivesse que compor um lema para ele, o melhor seria apelar para um plágio da mitologia grega: "decifra-me ou devoro-te".

 

Ele morreu sem ser decifrado. Levou consigo alguns segredos. Deixou um legado na moda e na comunicação. Porém a maior herança foi o exemplo de coragem diante do mistério da vida. Clodovil pode ter tido muitos medos. Mas jamais teve o maior deles: o medo de viver.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 17h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

TODO MUNDO GOSTOU, MENOS EU

 

Há muito tempo eu queria assistir ao filme Juno, que causou frisson em 2007/2008. Eis que:

 

1.Não achei o filme tão interessante quanto a critica anunciou.

 

2.Não entendi a indicação ao Oscar para a atriz Ellen Page. Pareceu-me uma atuação desleixada, repetitiva, uma versão light da personagem dela em Menina Má.

 

3.Não vi criatividade suficiente no filme para ter ganho o Oscar de roteiro.

 

4.Enfim, não gostei.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 14h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sábado , 14 de Março


SEM RÁ TIM BUM

 

Hoje é meu aniversário. Não gosto de comemorar. Fico tímido com manifestações de parabéns. Torço para que ninguém se lembre da data. Quando alguém vem me cumprimentar, logo mudo de assunto. É meio neurótico, confesso.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sexta-feira , 13 de Março


RADIOLA

 

Não fui ao show do Keane. Pena, pena, pena. É uma banda que ouço sempre. A música que mais gosto (me identifico) é Everybody´s Changing. A letra diz: "...Everybody´s changing and I don´t feel the same" (Todo mundo está mudando e eu não sinto o mesmo). O clipe é simples, mas legal. Assista AQUI.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 18h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PALESTRA "A INFLUÊNCIA DAS NOVELAS NA MODA"

 

 

Em pauta: Por que as personagens da TV mudam a maneira do país se vestir. Os maiores modismos lançados pelas telenovelas. As tendências que serão lançadas com as próximas tramas. Análise dos figurinos mais famosos da TV.

 

Apresentação: Malena Russo (consultora de moda)

 

Mediação: Jeff Benício (jornalista)

 

Datas e horários disponíveis:

 

Dia 19 (quinta-feira) às 16h ou dia 21 (sábado) às 14h

 

Preço: 80 reais. É necessário fazer reserva.

 

Local: Espaço de Moda e Artes

 

Rua Caraíbas, 991, Perdizes

 

Informações: 3868-4619

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 17h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PARIS HILTON FAZ ESCOLA...

 

 

Assunto dos últimos dias: o vídeo caseiro no qual Maíra, eliminada do BBB9, aparece em cenas de sexo oral com o ex-marido, o jogador Marcelo de Faria, quando ainda eram noivos. Ele filmou com um celular, que foi roubado. Milhares de pessoas viram as imagens na internet. Pouco depois a gravação foi retirada do ar. A moça, brava e envergonhada, anuncia que irá disparar processos contra todos os envolvidos. Perguntas indigestas:

 

.Por que ela se deixou filmar em situação tão íntima?

 

.Por que não exigiu que o noivo apagasse o vídeo?

 

.Fizeram boletim de ocorrência do furto do celular?

 

.Ela aceitará a proposta de uma produtora de filme pornô?

 

.O suposto ladrão vendeu as imagens ou divulgou o vídeo só por maldade?

 

.Maíra conseguirá esticar seus quinze minutos de fama até quando?

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 17h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

RESENHA DO MEU LIVRO ESCRITA PELA JORNALISTA ÉRICA KNAPP

 

Gritos e sussurros

 

Certa noite, Shopenhauer, ensiesmado, andava de um lado para outro numa praça na Alemanha até que se aproximou um policial e perguntou: "Quem é o senhor?" O filósofo respondeu: "Se o senhor conseguir me dizer quem sou, eu lhe serei eternamente grato". Quem somos nós?

 

O fato é que nós não nos vemos no espelho; nós nos vemos no olhar do outro. Queremos ser reconhecidos por nossos pares, nossos amigos, nossa família, a sociedade. Mas quando esta necessidade de identificação se transforma numa obsessão e, pior, numa ânsia de aparecer na mídia, transmutar-se em um ser famoso a todo custo, então a carência — até natural no ser humano — torna-se uma patologia. É lastimável: estamos vivenciando como algo normal, e até alimentando, esta verdadeira patologia social. É a somba do inconsciente coletivo, Todos nós queremos, fazemos incríveis malabarismos e até mercantilizamos os quinze minutos de fama. Todos nós somos Fausto em potencial.

 

É este o tema do intrigante livro Fama Ordinária, de Jeff Benício. Com pequenos contos, histórias, poesias e reflexões, Jeff vai mapeando o universo dos famosos e dos aspirantes ao estrelato. Ele não deixa escapar nada — como se possuísse uma grande luneta para desvendar cada caminho, cada canto e desvão das criaturas deste mundo fashion e midiático.

 

Os personagens emergem do texto que flui com elegância: o rapaz que atua no teatro esporadicamente, a protagonista da novela das 8 que só deseja estar no topo do Edifício Copan, a moça que anuncia sua alma seminova na publicidade do jornal. "Imagens do delírio", como diria a analista junguiana Patrícia Teixeira.

 

Quando não estão anestesiados pela ânsia dos holofotes, os personagens "jeffnianos" (sim, podemos denominá-los dessa maneira devido à carpintaria do texto e aos bem delineados perfis psicológicos) refletem muito; e estão sempre transitando sobr o fio da navalha, entre a vida e a morte, entre o estrelato e o ostracismo. Há sempre nos relatos a possibilidade do suicídio ante um mundo que se apresenta hostil ou inútil. Eros e Thanatos.

 

Jeff Benício, no entanto, não aponta o dedo acusador. Ele se coloca no lugar do outro e entende a necessidade, às vezes premente, que o outro tem de se tornar "outro". São as personas que todos nós — stars ou não — experenciamos a cada dia; como no conto O Chamado, no qual uma aluna de teatro insiste com o mestre para interpretar Hamlet.

 

Jeff cria, reflete e escreve circularmente, criando mandalas literárias. Quando pensamos que vai condenar determinada situação, de repente, ele dá uma meia volta, e a encara com simpatia. Como neste trecho de Perfil: "Posso ser moça, velha, santa, vadia, homem e bicho".

 

Se em Fama Ordinária perpassa a palavra suicídio, brotam também os termos sonho, fantasia, leveza de espírito, poesia. Fama Ordinária é um livro que pode ser conceituado a partir de uma frase de seu conteúdo: "Boa literatura produz homens menos tristes".

 

Érica Knapp

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 16h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

UM LIVRO, DOIS LIVROS, TRÊS LIVROS...

 

Não é fácil colocar um livro à venda nas grandes redes de livraria. Mas, aos poucos, a obra vai ganhar espaço. A Livraria Cultura vai comercializar meu livro, FAMA ORDINÁRIA, a partir da semana que vem. Quem o procurar e não o encontrar exposto, deve comunicar a um vendedor da loja. Existe Livraria Cultura nos seguintes locais: 

 

Em São Paulo

Conjunto Nacional/Avenida Paulista

Shopping Villa-Lobos

Market Place Shopping Center

Bourbon Shopping Pompéia

 

Em Campinas/SP

Shopping Center Iguatemi Campinas

 

Em Porto Alegre/RS

Bourbon Shopping Country

 

Em Recife/PE

Paço Alfândega

 

Em Brasília/DF

CasaPark Shopping Center

 

Caso queira comprar por aqui, siga as instruções de um post lá embaixo

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NÃO GOSTO, NÃO GOSTO, NÃO GOSTO

 

Há duas pessoas que me fazem mudar de canal imediatamente, assim que as vejo: Adam Sandler e Jim Carrey (exceção para o filme O Grinch). Alguma coisa nesses dois atores provoca uma irritação instantânea em mim. Não aguento vê-los em cena. Acho as performances sempre péssimas, repetitivas, pedantes.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ELE DAVA MAIS TEMPERO À TV

 

Num mundo chato, onde o politicamente correto é levado ao extremo e estabelece uma censura velada, a TV carece de personalidades fortes como a de Clodovil. Ele faz falta na telinha. É arrogante? Sim, é. É demagógico? Sim, é. É incontrolável? Sim, é. Mas tem humor e inteligência. Sabe salpicar cultura nas entrevistas. É um homem que deu enorme contribuição à moda. Fez parte do TV Mulher, um programa precursor. Imagina só o que era ser gay na televisão no início dos anos 80. Clodovil foi corajoso, ajudou a derrubar tabus e preconceitos. Polêmico ao extremo, nunca se vendeu — e pagou um preço alto por isso, várias vezes. Sobreviveu a um câncer e saiu bem de um AVC. Não dá para negar: é um vitorioso. A TV brasileira precisa do veneno saboroso de Clodovil. Que graça há quando todos se apresentam pasteurizados, sem opinião própria, querendo agradar a Deus e o diabo? Eu admiro pessoas fortes como Clodovil. Elas costumam dizer o que a maioria não ousa. Colocam-se como vidraças à espera das pedras. Tomara que Clodovil tenha saúde e vontade de reconquistar um espaço na TV.

 

Clodovil foi absolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 7 votos a 0, da acusação de infidelidade partidária movida pelo PTC. Ele não perderá o mandato de deputado federal, para o qual foi eleito com quase 500 mil votos.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 12h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quinta-feira , 12 de Março


SERIADOS... UMA QUESTÃO MUITO PESSOAL

 

Não gosto de HEROES (só os vilões são interessantes). Não gosto de LOST (não tenho paciência para quebra-cabeças). Não gosto de HOUSE (é genial, mas acho repetitivo). Não gosto de GREY´S ANATOMY (ah, gosto um pouquinho, vai). Gostava (muito) de WEST WING — acabou. Gostava (muito) de PUSHING DAISIES — foi cancelado. Gostava de SIX FEET UNDER — acabou. Gostava de WILL & GRACE — acabou. Gostava de PRISON BREAK — desgostei. Começo a gostar de THE BIG BANG THEORY.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 18h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PREDESTINADO

 

 

22 DE SETEMBRO DE 1976

 

.Um dia mágico. Um dia abençoado. Os deuses estavam especialmente inspirados naquela data. Soltaram fachos de luz em direção ao subúrbio carioca de Bento Ribeiro. Foi lá que veio ao mundo, naquela quarta-feira de lua crescente, no último dia do inverno, o menino Ronaldo Luis Nazário de Lima. Nasceu pobre, sem perspectivas. Tinha tudo para ser apenas mais um garoto anônimo da periferia, sem chances de se destacar na vida. Quis o destino, ou algum ser superior, que aquele Ronaldo ganhasse uma estrela única.

 

.Quarta-feira, 11 de março de 2009. Estádio do Pacembu, São Paulo. Corinthians contra São Caetano. Titular pela primeira vez, Ronaldo ajuda o Timão a vencer de virada: 2 a 1. O gol não foi tão emocionante quanto o visto em Presidente Prudente, alguns dias atrás. Porém teve um sabor ainda mais especial: o Fenômeno provou que está mesmo de volta — e tem fome de bola. O excesso de peso atrapalha, mas não o impede de brilhar. Jogou por 78 minutos e, ao deixar o campo substituído, recebeu o aplauso de 30 mil torcedores. Trinta mil fãs, trinta mil discípulos, trinta mil ronaldos anônimos.

 

.Não é exagero dizer que Ronaldo é um iluminado. Como explicar os retornos triunfais que ele já fez? Um jogador que teve a carreira desacreditada, que sofreu literalmente na carne, que ficou afastado dos gramados inúmeras vezes e sempre encontrou forças para reagir, ressurgir e reconquistar o seu espaço. Como entender um homem que errou tanto na vida pessoal e, mesmo assim, manteve o respeito da torcida, o carinho dos amigos, a cumplicidade das mulheres e o reconhecimento da imprensa? Esse Ronaldo tem algo de sobrenatural. Uma luz única.

 

 

 

 

.Há quem o compare à Fênix, ave mitológica que resnasceu das cinzas. Em 32 anos de vida, Ronaldo foi obrigado a renascer diversas vezes. Caiu, levantou, caiu de novo, se colocou de pé mais uma vez. Muitas vitórias pontuadas por dramáticos fracassos. Altos e baixos de uma vida espetacular. O difícil é descobrir de onde vem a força dele. Será de alguma espécie de kriptonita? Ou somente da força de vontade, do ideal de vencer, da capacidade de se reconstruir a cada golpe?

 

.Ronaldo é um gênio. Mas também é malandro. Tem um diabólico poder de sedução. Basta abrir aquele sorriso maroto e soltar uma piadinha para desmontar a plateia. É assim com os torcedores dos times e também com as mulheres. Ah, as mulheres! Foram tantas! E quantos escândalos! Namoros, noivados, casamentos, crises conjugais, traições. A vida íntima emaranhada na vida profissional. Gols a favor e contra. Mas isso é normal. Todo grande ídolo é imperfeito. Todo ícone tem as falhas superexpostas para a degustação pública.

 

.Ele já foi Ronaldinho, virou Ronaldo, e agora, pelo excesso de peso, está mais pra Ronaldão. Brincadeiras à parte, o jogador prova, de novo, que é filho de um Deus muito genoroso. Foi dada a ele mais uma chance de brilhar. E Ronaldo não deixa a oportunidade fugir. Agarra com as unhas, os dentes. Hoje o craque agita o Corinthians. No futuro, ninguém sabe. Só uma coisa é certa: ninguém segura esse meninão. Não há marcação homem a homem que o impeça de seguir adiante. Ele pode até ser derrubado. Mas, ao se levantar, estará ainda mais forte, mais determinado, mais iluminado.

 

.Ah, só uma curiosidade: 22 de setembro, data do aniversário de Ronaldo, é o dia da deusa hindu Gauri, responsável pela abundância e padroeira dos casamentos. Também é o Dia dos Amantes. Huuumm, agora tá explicado. Ronaldo Nazário nasceu mesmo para viver e despertar amores e paixões.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 18h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MATA O VÉIO, MATA!

Eram 10 shows. Passaram a ser 25. Agora já são 44. Querem matar o Michael Jackson, é isso? Estafa aguda? Será que a saúde dele aguenta? Gente, ele parece tão frágil... E os sanguessugas já fazem tramóias para cobrar até 1.600 reais por ingresso! É claro que fã paga até 10 vezes mais. Acho que até eu pagaria (se tivesse grana sobrando).  Há coisas que precisamos fazer pelo menos uma vez na vida. Assistir a um show de um pop star está na lista. Não vi Madonna. Quem sabe consiga assistir ao Jacko.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 17h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

QUEM ROUBOU O BILAU DA HEBE?

 

Algum convidado ingrato passou a mão, OPS!, quer dizer, furtou o "consolo da viúva", um pênis de borracha branco revestido de cristais, feito especialmente o aniversário de Hebe. Foi o presentinho meigo oferecido pela empresária Lucília Diniz, anfritiã do festão que atraiu 700 pessoas (entre famosos, milionários, falidos metidos a ricos, e muitos arroz-de-festa), no domingo, em São Paulo. O bilauzinho fazia parte da decoração de uma poltrona. Chegou a ser fotografado por algumas pessoas. Depois, misteriosamente, sumiu. Alguém surrupiou o brinquedinho e deixou Hebe sem consolo, OPS!, desconsolada. A apresentadora afirma que está sem sexo desde a morte do marido, Lélio, em 2000. Diz que o único homem que desperta seu desejo é Roberto Carlos. Mas o cantor não se mostra nada entusiasmado... Ainda não foi oferecida recompensa para quem devolver o pênis de Hebe. Talvez seja melhor assim. Vai saber o que já fizeram com o pobre bilau de cristais...

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 14h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O SANTO DE MADONNA ENTRE NÓS

 

 

Jesus voltou! Jesus voltou! Jesus voltou! Aleluia! Ele está novamente entre nós! Jesus Luz, o namoradinho de Madonna, aterrissou no Brasil após algumas semanas em Nova York. O modelo está por aqui para resolver questões profissionais (entenda-se: conseguir visto de trabalho nos EUA). Logo retornará à América. Jesus virou mesmo superstar. Não desfila por menos de 50 mil reais e não aceita estrelar comerciais por menos de 200 mil. O lolito se acha! Enquanto isso, prosseguem os boatos sobre a relação dele com Madonna. É namoro? Amizade colorida? Passatempo? Marketing? A verdade ninguém sabe. Resta-nos esperar as palavras de Jesus. O carioca disse morar sozinho em NY. Onde? Hã? Cadê o endereço, Jesus? Dizem que, na verdade, ele tem um quartinho no edifício (foto abaixo) onde Madonna mora, na Central Park Avenue. Sobre as ex-namoradas que o criticaram, Jesus Luz afirmou que são todas oportunistas. Disse ainda que nunca abandonou a família, como a imprensa publicou (foi a mãe dele quem declarou que a cantora o havia sequestrado, lembra?) e explicou não ter problema algum em conciliar a religião evangélica (formação familiar), o budismo (escolha pessoal) e a Cabala (influência madonística). Pra quem estava tão calado, até que Jesus falou bastante.

 

Jesus não mora nas nuvens, mas tem vista do Central Park! Chique!

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

Já é possível comprar meu livro aqui pelo blog. Basta fazer um depósito identificado no valor de R$ 44,00 para a Editora HAZ e enviar por e-mail as informações (seu nome completo, endereço para envio do livro, código do depósito e telefone de contato). O livro será postado nos Correios no mesmo dia.

HAZ Editora

Banco Bradesco

Agência 0502-9

Conta Corrente 91400-2

E-mail: hazeditora@uol.com.br

...................................................................................................

Ainda não tive tempo de postar as fotos do lançamento do livro, no dia 4. Mas aqui está um click meu com a Olga. Foi uma noite emocionante para mim.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quarta-feira , 11 de Março


FÁBRICA DE DINHEIRO

 

No post de ontem, eu ressaltei o crescimento significativo do faturamento do BBB9. Mas hoje, ao ler a coluna Outro Canal, da Folha, fiquei surpreso com os números: esta nona edição fechará, em 7 de abril, com impressionantes 280 milhões de reais em publicidade. Aumento de 55% em relação ao Big Brother 8, que faturou "só" 100 milhões. Ainda assim, o caminhão de dinheiro (ou seria melhor usar porta-aviões de dinheiro?) gerado pela receita do reality representa apenas 4% do faturamento da Globo no ano passado: 7,5 bilhões.

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 09h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

VEJA QUAL SERÁ A CARA DO SEU FILHO

 

Abaixo, como seria a filha de Sandy e Lucas Lima

 

 

Um site divertido faz simulações do rosto das pessoas para projetar a aparência de como seriam os filhos. É muito simples: você posta uma foto sua e a do seu parceiro/a. Ou pode até "gerar" um bebê seu com alguma celebridade. O resultado é sempre engraçado. As meninas têm a chance de saber como seria a cara do filho(a) que teriam com o Brad Pitt, o Rodrigo Santoro... Já os garotos podem simular o rosto do filho(a) com a Angelina Jolie, a Juliana Paes... Basta unir fotos e, como num passe de mágica, o bebê "nasce". Clique AQUI e tenha bons filhos!

 

 

Olha a projeção do filho de Ivete Sangalo e Daniel Cady:

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 08h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Terça-feira , 10 de Março


EU ABANDONEI O BBB

 

O Big Brother ainda é um sucesso — não mais de audiência. Esta nona edição está na casa dos 30 pontos, abaixo dos melhores índices. Porém o faturamento nunca foi melhor. Tanto é que a Globo esticou o reality a fim de atender a demanda de anunciantes interessados em comprar horários nos comerciais do BBB e inserir ações no programa. Já contei isso aqui no blog: meu primeiro reality foi em 2001. Estava em Lisboa, Portugal. Assisti ao Big Brother 2 de lá. Os portugueses só falavam disso. Numa conversa com atores da novela Ganância, exibida lá pela SIC, eu duvidei que o formato fizesse sucesso no Brasil. "O brasileiro não tem paciência para ficar diante da TV acompanhando a rotina de pessoas anônimas", eu argumentei. Um ator português, famoso e experiente, discordou: "Você está enganado. Coloque pessoas bonitas dentro da casa, provoque conflitos e todo mundo vai querer ver, seja no Brasil ou em qualquer lugar do mundo". Ele tinha toda razão. Desta edição do BBB, nenhum participante despertou minha torcida. Até achei bom quando me informaram que eu não poderia comentar sobre o programa na TV, por questões jurídicas. As modificações preparadas pela produção (muro, casa A e casa B, quarto branco...) não me empolgaram. Acho que estou velho e chato. Tornei-me viciado nos canais pagos, onde há opções quase infinitas. Para os que só têm TV aberta, o BBB deve representar ainda uma novidade no início de cada ano — quando a onda de reprises é insuportável, até o lançamento da nova programação das emissoras, em março e abril. A Globo aposta alto na vida longa do reality. Garantiu mais alguns anos de parceria com a produtora holandesa criadora do formato. Mas não dá sinal de que irá apelar a uma versão do BB com celebridades, como já fizeram outros países. Talvez um confinamento com artistas (ainda que de segundo escalão) seria útil para injetar novo vigor ao programa.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GALÃ FURIOSO COM REPROVAÇÃO DO PÚBLICO E FOFOCAS DA IMPRENSA

 

Márcio Garcia está irritadíssimo com a onda de boatos e críticas devido à sua performance na TV. Inicialmente disseram que o ator havia extrapolado a ficção e se envolvido com a colega de elenco récem-casada Juliana Paes. Agora os comentários giram em torno de uma suposta falta de química justamente entre os dois, que formam o casal principal da novela. Uma pesquisa encomendada pela Globo revela a incredulidade e o pouco entusiasmo dos telespectadores com o amor de Maya e Bahuan. Já o relacionamento complexo de Raj (Rodrigo Lombardi) e Duda (Tânia Khalil) é aprovado e tem torcida numerosa. Márcio Garcia acha que está sendo perseguido por ser bem-sucedido. Seria a velha inveja de quem faz sucesso no Brasil.

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 13h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

DESCUBRA QUAL MÚSICA MAIS TOCAVA NO DIA EM QUE VOCÊ NASCEU

 

 

Muito divertido! Essa eu peguei no blog da Rosana Herman. Trata-se de um sistema de busca que faz você descobrir a música mais tocada no dia do seu nascimento. Clique AQUI. A minha era Love Theme From A Star Is Born, de Barbra Streisand.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 06h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Segunda-feira , 09 de Março


NEW LOOK OF CAJUÍNA

 

 

Gyselle Soares ficou ainda mais sexy com esse corte de cabelo e as tais luzes californianas. Fazia tempo que a Cajuína não aparecia aqui no blog. Falo dela há 1 ano e ainda não a conheci pessoalmente. Será conspiração dos astros? Ela anda tão quietinha. Acho que tem a ver com o namoro misterioso...

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MUDANÇA DE CICLO

 

Esta é minha última semana no Bom Dia Mulher. Olga Bongiovanni e eu nos despedidos da atração (e da RedeTV!) na sexta-feira. Foram cinco anos no ar (nossa, muito tempo!). Durante esse período, tive uma rápida (e agradável) passagem pela TV Gazeta, no programa Pra Você, da Ione Borges. Minha primeira experiência com televisão foi em 1999, quando ainda era repórter da revista Contigo! Eu e a Chris Flores, hoje no Hoje em Dia, da Record, fazíamos o Momento Contigo! e o Momento Minha Novela no programa A Casa é Sua, na primeira passagem de Sônia Abrão pela RedeTV! Nesses anos diante das câmeras, aprendi muitas coisas e fiz boas amizades. Chegou o momento de mudar de rota, abrir novos caminhos. Na semana passada lancei meu primeiro livro, Fama Ordinária, e pretendo me dedicar aos projetos editorais com que sempre sonhei. Não tenho nenhuma perspectiva de fazer TV novamente. Se pintar algo, ótimo. Caso não aconteça, não irei me ressentir. O blog continua. Agora terei mais tempo de postar. E logo surgirá uma coluna eletrônica. Todos os dias, vocês poderão acessar um vídeo no qual darei notícias e farei comentários. Conto com vocês, amigos virtuais, nessa nova fase.

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 15h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

REVISTAS DE NUDEZ SOFREM COM A FALTA DE PELADONAS FAMOSAS

 

 

O mundo está em crise. O mercado editorial também. Jornais fecham. Revistas diminuem número de páginas. E as publicações de nudez, voltadas ao leitor homem, apelam às campeãs de vendas para se sustentar nas bancas. Essa é a explicação para a sondagem à Íris Stefanelli. Comentou-se que a Playboy está interessada em despir a apresentadora pela segunda vez. O primeiro ensaio, em agosto de 2007, vendeu quase 400 mil exemplares e foi recordista daquele ano. Com a popularidade em alta pelo desempenho brilhante no carnaval e a presença diária na TV, Íris garantiria uma venda expressiva na segunda revista. A loura já avisou que não posa novamente por menos de 700 mil reais, valor que teria recebido (entre cachê fixo e participação nas vendas). Para empolgar os homens a consumir mais revistas de nudez, as editoras sonham com musas impossíveis, como Sandy, Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Luana Piovani, Natália Guimarães e Angélica. Essas mulheres juraram jamais posar sem roupa. A exceção é Luana. A atriz disse, algum tempo atrás, que aceitaria uma proposta milionária (entenda-se 6 milhões de reais). Porém nenhuma revista brasileira do gênero tem condições de pagar tal quantia. Como não conseguem despir essas mulheres do "primeiro time", os editores optam (são obrigados a isso, na verdade) por famosas populares, como as mulheres-fruta. As edições com Andressa Soares, a Melancia, venderam muito bem em 2008. Mas a novidade logo passa. Entramos agora na fase de ex-bbbs. A primeira a aparecer nua será Michelle Costa. Em seguida poderão vir (não necessariamente nessa ordem) Milena, Priscila, Francine, Maíra, Josi, Ana... A verdade nua e crua é que o mercado de peladonas está quase sem crise. Tanto pela falta de beldades a colocar na capa quanto pela queda nas vendas de revistas desse segmento. Enquanto isso, as revistas pornôs vendem como nunca...

 

 

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O SÍMBOLO ASSUSTADOR E TRISTE DA ANOREXIA

 

 

No ano passado, o mundo se chocou com essa imagem. A foto de uma mulher anoréxica, com aspecto doentio, foi exposta num outdoor. Tratava-se de uma campanha contra os distúrbios da alimentação. O nome dela é Isabelle Caro . A francesa de Marselha aceitou revelar as sequelas da doença para alertar sobre o perigo mortal da anorexia. Isabelle é atriz e modelo. Tem 1 metro e 65 de altura. Já chegou a pesar apenas 25 quilos. Hoje se mantém nos 33. Em 2006 passou alguns dias em estado de coma devido à fraqueza. Isabelle sofre de várias complicações decorrentes da anorexia: sente dores terríveis na coluna, perdeu parte da pele dos braços, tem fraturas nas pernas, perdeu a visão de um olho, não pode ter cabelos compridos porque eles quebram de tão fracos e não consegue ficar sentada muito tempo por não ter gordura nas nádegas. Isabelle Caro vive em Paris. Desde que apareceu na campanha anti-anorexia, a francesa não conseguiu emplacar novas campanhas publicitárias. Mas ela diz não se arrepender de expor seu drama ao mundo.

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 10h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PLANOS PARA O ENTERRO

 

Susana Vieira é mesmo a rainha da irreverência. A atriz fez um pedido inusitado que deverá ser realizado quando morrer. Ela quer ser enterrada de minissaia e com rímel azul. Lembrei-me de Rita Cadillac, que pediu para ser enterrada de bruços. Essas mulheres...

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 10h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sábado , 07 de Março


MAIS UMA SESSÃO DE AUTÓGRAFOS

 

Agradeço a todos que estiveram na primeira sessão de autógrafos do meu livro, no dia 4. Foi um momento especial na minha vida. Aos que não puderam ir, faço um novo convite. Participarei da programação cultural do Espaço de Moda e Artes, em Perdizes, onde estarei autografando o livro. Será um prazer conhecer pessoalmente quem lê o blog ou costuma me ver pela TV. Quem for poderá conferir ainda uma coleção de roupas outuno/inverno de grifes nacionais e importadas, ver uma exposição de artes plásticas e acompanhar o pocket da banda de jazz e bossa Amanari.

 

Eventos culturais no Espaço de Moda e Artes

Dia 13 (sexta-feira), a partir das 18h

Rua Caraíbas, 991, Perdizes

Espero você lá!

 

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 16h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

UM CASO EXPLÍCITO DE IGNORÂNCIA E ARROGÂNCIA

 

O arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, nos deu uma lição inesquecível de arrogância. Declarou não ter excomungado o padrasto estuprador da garota de 9 anos, que teve a gravidez de gêmeos interrompida pelo risco à vida dela, por considerar que o aborto é mais grave do que o estupro. Esse senhor representa o pensamento retrógrado, machista, hipócrita e criminoso da igreja católica. A mesma igreja que "proíbe" os fiéis de usar camisinha, ignorando o risco de contaminação por doenças como a Aids. A cúpula católica do século 21 se comporta como há centenas de anos, quando usava de todos os artifícios possíveis para controlar a vida das pessoas, a fim de mantê-las obedientes e contribuintes ao patrimônio da instituição. O presidente Lula, por quem não tenho simpatia, teve uma postura correta ao afirmar que a ciência está acima da religião, já que os médicos decidiram pelo aborto diante da morte iminente da menina em conseqüência das complicações da gravidez ou do parto. É inadmissível que homens como dom José Cardoso Sobrinho falem e julguem em nome de Deus. Pobre de quem é um fiel robotizado, que aceita essas barbaridades sem constestar. Que igreja é essa que tenta controlar as pessoas através do medo? Que instituição é essa que perdoa um pedófilo estuprador e sataniza médicos salvadores de vida?

 

Escrito por Vem aí o livro FAMA ORDINÁRIA às 16h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico